Blog

Compartilhe

Compartilhar no pinterest
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter

Eu comecei a Coronela em 2013, pintando canecas à mão. Nessa época eu já era apaixonada por design de superfícies (criação de padrões e estampas) e estava fazendo alguns trabalhos nessa área. Percebia uma grande dificuldade em fazer com que meus projetos chegassem até as pessoas para quem de fato eu desenhava cada produto. Os processos de desenvolvimento das estampas envolviam muitas pessoas e etapas diferentes, de forma que eu quase não reconhecia a ideia original do projeto ao final de cada trabalho. Foi nesse contexto que comecei a pensar: e se eu mesma aplicasse minhas estampas, numa linha própria de produtos?

Eu e a primeira peça da Coronela, em 2013.

Essa ideia ficou dançando na minha cabeça. Pesquisei fornecedores de impressão em tecido, em vidro, em plástico… tudo era muito caro e a qualidade do produto final não me deixava satisfeita. Até que um dia me veio o insight de fazer tudo artesanalmente, com as minhas próprias mãos.

Comecei com capas para almofadas e lenços. Fiz alguns testes com tecidos de algodão, mas a bagunça que a pintura em tecido gerava era demais para o apartamento que eu dividia com uma amiga em São Paulo. Os resultados também não eram muito bons. Foi então que vi na TV, num programa de artesanato, uma aula sobre pintura em cerâmica. Fiquei encantada! Comprei meus primeiros materiais e comecei meus estudos. O material era mesmo bom, a técnica era mais “limpa” e eu só precisava de uma mesinha de 60x60cm para trabalhar. Também podia deixar um trabalho começado para terminar no dia seguinte, sem me preocupar se a tinta ficaria muito seca, muito dura, nem nada disso. Senti que fluiu e passei a dedicar mais tempo e energia aprimorando meus conhecimentos nessa técnica.

As pioneiras! Pintadas e assinadas à mão, em 2013.

Quando olhei para as primeiras peças peças prontas, me animei. Apresentei a novidade para meus amigos mais próximos e minha família. Criei uma página no Facebook e comecei a divulgar meu novo trabalho. Surgiram as primeiras encomendas, abri minha primeira lojinha online e comecei a gostar cada vez mais dessa nova atividade. 

Pratos e cartões de visita, minha primeira feira 🙂

O passo seguinte foi vender as canecas (que depois se desdobraram em pratos, copos, pinguins, moringas…) em feiras e bazares. Nessas ocasiões sempre me perguntavam se eu ensinava, se dava aulas. Venho de uma família de professoras e diante dessas perguntas comecei a achar possível formar uma pequena turma e ensinar o que eu sabia, do meu jeito. A experiência foi tão gostosa que passei a oferecer cursos e workshops presenciais em diferentes espaços, ensinando as técnicas que eu dominava e me conectando com novos amigos e parceiros de trabalho. Era muito bom!

Mais tarde, já estudando e produzindo peças em cerâmica de alta temperatura, conheci o conceito de upcycling, que me motivou a trabalhar também com a reutilização de garrafas e potes de vidro.

Garrafas da linha Geometria, que pintei à mão em 2018.

Foi só em 2018 que unifiquei produtos e serviços de design numa mesma plataforma. Até então a Coronela era um estúdio criativo de produtos pintados à mão ou produzidos por mim de maneira artesanal –  como no caso dos caderninhos costurados à mão. Os serviços de design gráfico eram feitos paralelamente.

Para mim foi um grande passo unificar os meus saberes e experiências de vida em uma única marca. Sinto que estou num momento muito especial, de vida e de carreira… e que é apenas o começo! Quero ajudar cada vez mais pessoas a realizarem seus projetos com material gráfico de boa qualidade, se sentindo à vontade para compartilhar comigo suas dúvidas e necessidades, de forma individual e acolhedora. Se você está empreendendo, tem um projeto pessoal ou ideia que precisa de uma marca bacana para existir no mundo, me escreva: contato@coronela.com.br.

Veja também

O foco da Coronela tem sido fortalecer o trabalho de quem é autônomo ou empreende solo. Na maior parte do tempo isso é feito por meio de consultorias e processos de criação de marcas. Existem outros caminhos criativos que podem promover esse fortalecimento. Caminhos que são vistos com mais clareza por quem está dentro do...
O processo começa com uma conversa. Vamos entender suas ideias, suas necessidades, ter uma dimensão do trabalho a ser feito e resolver dúvidas. Preparação e envio da proposta comercial: A proposta comercial é uma descrição do projeto: o que será feito, de que forma será entregue, quanto vai custar? Cada proposta é preparada individualmente, levando em conta aspectos...
mariposa_para_site

Faça parte

Inscreva-se e receba todo mês em seu email nossa newsletter com reflexões, dicas e presentinhos pra você baixar.

Rolar para cima